Baía de Camamu

Baía de Camamu

Terceira maior baía do Brasil, apenas superada em tamanho pela Baía de Todos os Santos em Salvador e pela Baía de Guanabara no Rio de Janeiro, a Baía de Camamu consegue ser a maior baía ecologicamente preservada do Brasil.

Com um potencial náutico acima da média, Camamu é conhecida pelo fabrico de barcos de madeira, sendo considerada por muitos, graças ao estaleiro de Camamu e aos vários estaleiros artesanais de Cajaíba, como um dos maiores, senão o maior estaleiro de barcos de madeira da América Latina.

Com uma variedade de ilhas e rodeada de manguezais e pequeninas praias desertas, a Baía de Camamu é perfeita para ser “passeada”. Os passeios de barco e lancha vão proporcionar-lhe experiências únicas.

Na recepção do Península Beach Club Hotel, teremos o prazer de organizar o seu passeio de lancha ou de escuna.

O passeio das ilhas passa por cinco ilhas da Baía de Camamu, a Ilha da Pedra Furada, a Ilha da Coroa Vermelha, a Ilha de Góió, a Ilha Grande e a Ilha do Sapinho, onde o passeio pára para você degustar uma variedade de pesticos marinhos à beira do mar da baía e sob uma grande árvore mangueira, no restaurante São Jorge, um simples, mas pitoresco lugar, onde você será muito bem atendida.

O passeio para a cachoeira de Tremembé, a única do Brasil que deságua no mar, é feito de lancha rápida e é um deslumbre para os olhos. No caminho, passa por várias ilhas e pequenos lugarejos de meia dúzia de casas, com igrejinhas à beira mar e manguezais no entorno e passa ainda pela cidade de Maraú, fundada no século XVIII por frades Capuchinhos. Chegando a Tremembé, a lancha pára bem debaixo da cachoeira para que você possa se refrescar na água limpa e fresca. Para almoçar tem ao lado da cachoeira o restaurante do Nilton e da Ada, sempre atenciosos e simpáticos, que lhe darão a provar uma deliciosa moqueca de pitú.